Da orientação das aberturas em uma edificação

Depois de escrever um artigo sobre estudo de insolação com o SketchUp, senti necessidade de algumas dicas básicas de como orientar corretamente as aberturas de um edifício.

Como estas recomendações variam conforme a latitude, optei por dividir o artigo em duas partes. Na primeira, disponibilizo informações sobre a incidência de sol em diferentes latitudes. Na segunda, faço uma análise geral sobre estas informações, e crio recomendações baseadas nas características de determinadas regiões. Com isso evito ser muito genérico em minhas colocações.

A princípio tomaremos como exemplo, uma edificação de planta retangular, com suas faces maiores voltadas para o norte e sul. E ao longo do texto farei pequenas alterações em seu beiral para demonstrar possíveis soluções para os problemas encontrados.

Em primeiro lugar serão investigadas as fachadas norte e sul das capitais selecionadas. Posteriormente falarei em separado das fachadas leste e oeste.

É importante mencionar também que, para simplificar um pouco os exemplos, trabalharei apenas com o horário de 12:00 horas. O que não é o ideal para um bom estudo de insolação. O correto seria pegar no mínimo três horários diferentes (9:00h, 12:00h, 15:00h). A ideia aqui é apenas mostrar a relação básica entre latitude e incidência do sol, e como tirar o melhor proveito disso.

Para saber a latitude de sua cidade, basta digitar o nome da mesma no site da Wikipédia, e olhar na barra lateral direita onde constam as informações de localização geográfica.

Porto Alegre aproximadamente 30º sul

Comecemos por Porto Alegre, por ser a capital mais ao sul do país.

Abaixo um corte esquemático da entrada do sol no início da cada estação.

Note que o sol do meio dia nunca atinge a fachada sul.

São Paulo aproximadamente 24º sul

Corte esquemático:

Mesmo estando a uma latitude mais ao norte de Porto Alegre, em São Paulo continuamos a não ter o sol na fachada sul ao meio dia. Aqui o máximo que obtemos é a incidência perpendicular à superfície horizontal, no início do verão.

Assim como em Porto Alegre, o sol continua predominando quase que absolutamente sobre a fachada norte.

Brasília aproximadamente 15º sul

Corte esquemático:

Em Brasília notamos uma presença pequena do sol na fachada sul, mas ainda com predominância anual na fachada norte.

Palmas aproximadamente 10º sul

Corte esquemático:

Em Palmas a presença do sol na fachada sul se intensifica, e já temos inclusive penetração no interior da edificação. Ainda que de um modo geral a incidência continue predominante na fachada norte.

Macapá aproximadamente 0º

Corte esquemático:

Em Macapá temos finalmente uma igualdade entre as fachadas norte e sul no que toca à incidência de sol.

Lembrando que, em regiões muito próximas a linha do equador, a distinção colocada no desenho acima, de verão e inverno, não se aplica. Eu a mantive apenas para situar nas mesmas datas das outras regiões, ou seja, verão (22/12), inverno (21/6) e assim por diante.

Considerações gerais sobre as fachadas norte e sul

Depois dessa demonstração simplificada do sol em relação às fachadas norte e sul, passamos agora a uma análise geral dos dados obtidos.

Embora em todos os casos, com exceção de Macapá, a fachada norte tenha recebido um volume maior de sol durante todo o ano, isso não significa necessariamente que esta seja a pior orientação para colocação de janelas. Muito pelo contrário, pois em regiões com inverno frio como Porto Alegre, São Paulo e Brasília, essa é uma ótima opção para aberturas. Apenas tenha cuidado em protegê-las nos períodos de outono e primavera, que geralmente são mais quentes. Isso pode ser feio com a colocação de brises horizontais, aumento do beiral ou outras soluções.

Já a fachada sul, recebe sol apenas no verão (Brasília e Palmas), principalmente nos períodos da manhã e da tarde (em todas as cidades mencionadas). Para protegê-la o mais indicado seriam brises verticais que barram o sol nos horários já mencionados.

Já nas localidades de Palmas e Macapá, que geralmente tem clima predominantemente quente durante todo o ano, a preocupação deve ser em proteger as janelas para que o sol não entre no interior do edifício, tanto fachada sul quanto norte.

Considerações gerais sobre as fachadas leste e oeste

Outro mito é o de que devemos nos preocupar apenas com a fachada oeste, pois a leste pega o sol apenas na parte da manhã. Há aqui também certo equívoco. A fachada leste realmente só pega sol pela manhã, porém, isso ocorre em todas as manhas do ano, inclusive no verão. Portanto devemos sim, tomar cuidado com sua insolação. O correto seria evitar colocação de aberturas nestas duas fachadas.

Conclusão

Como puderam ver, minhas dicas foram bem genéricas, mas provavelmente serviram para elucidar alguns mitos sobre a orientação das aberturas em relação ao sol.

Além do já mencionado acima, você também deve levar em consideração outros fatores do clima local, tais como, variação de temperatura anual, direção dos ventos e umidade.

Se você quiser se aprofundar mais no assunto, recomendo os seguintes livros:

  • Manual de Conforto Térmico – Anesia Barros Frota e Sueli Ramos Schiffer.
  • Em Busca de uma Arquitetura Sustentável para os Trópicos – Oscar Corbella Simos Yannas.

Este primeiro trata basicamente sobre geometria da insolação e, em menor grau, térmica aplicada à arquitetura.

Já o segundo, trás um interessante estudo de caso de algumas obras brasileiras da arquitetura modernista, além de também conter um bom nível teórico sobre conforto climático.

Bom, é isso. Espero que estas dicas possam de alguma forma, ter lhe ajudado. Caso queria fazer alguma sugestão, correção ou mesmo apenas opinar sobre o texto, utilize o espaço abaixo para os comentários.

Artigos relacionados >>

2 comentários em “Da orientação das aberturas em uma edificação”

  1. Muito bom!!
    Gostei das dicas dos livros, para estudantes de arquitetura são excelentes. Para profissionais da área também, muitos não possuem esse conhecimento que considero indispensável para criação de bons projetos!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s